Sesimbra -

2007
Quem canta de galo quer poleiro

2006
Arrábida Patrimonio de uns, Patrimonio de todos

2005
Luísa Todi – O Canto Do Encanto De Catarina Da Rússia

2004
Atna, Heroína Da Nossa Gente

2003
O Trepa É Uma Festa Na Avenida

2002
Sebastião José de Carvalho E Melo – Um Terramoto Que Abalou Portugal

2001
Chiquinha Gonzaga – Uma História de Vida

2000
O Largo Dos Valentes

1999
Portugal…É O Que Está A Dar

1998
Fado A Alma Do Povo Português – Glória Ás Severas

1997
Samba Alegria De Oxalá

1996
Criança É Única Esperança

1995
Naufrágio do “Menino Deus”

1994
É-CU Mas É Nosso

1993
Amazónia, A Terra Não É Só Tua

1992
Mais Um Grito De Guerra

1991
Património Arquitectónico Re-Construído

1990
Ora Toma – Que Força É Essa

1989
Minha Língua É Minha Pátria

1988
Turismo Prata Da Casa

1987
O Sonho de Zimbra

1986
Sesimbra das Armações

1985
Universo Imaginário

1984
A Nossa Alegria Atravessou o Mar

1982 / 1983
ver galeria

1981
Brilho e Fantasia

1980
Aves do Paraíso

1979
Anos Vinte

 

Fale com o Trepa
 

Sinopse do Carnaval de 1988
Turismo Prata Da Casa

 

 
  2005  
 


O Turismo, cartaz de visita de Sesimbra foi desta vez ilustrado por um dos seus maiores espectáculos ao vivo e a muitas cores.
Ementas de caldeirada e lagostas, sapateiras e peixes assados entre tantos outros sabores de Sesimbra, convidavam todos a visitar a “Bela Piscosa” e a sentarem-se à mesa num refastelar de imensos petiscos. Tudo regado com um largo sorriso e um Sol sempre radiante.

Ficha Técnica:

Presidente: João Loureiro
Tema/Enredo: “Turismo Prata Da Casa”
Carnavalesco: Davide Rescácio
Samba Enredo: Reinaldo Nunes
Director de Bateria: Reinaldo Nunes
Porta Estandarte: Conceição Folques
Mestre Sala: Paulo Pereira



 

 
 

VÍDEO SAMBA TREPA NO COQUEIRO 1988


 
   
 


Letra Samba Enredo

o céu... com as estrelas
é quem nos guia... quer na terra quer no mar

na rua... mais alegria
as nossas noites cada vez tem mais luar

a serra a praia o sol
vêm colorir o prazer dos foliões
mil campos de lindas flores
deitam perfumes que acalatam os corações

poetas compositores
são teus cantores, pescadores de ilusões
até a natureza
fez de beleza
envolvendo as construções
p´rá além deste cenário
tem as delícias
das belas frutas do mar

encantos de um paraíso
que desta vez a nossa escola bis
vem cantar

prata da casa, sinhô
prata da casa, sinhá bis
quem já provou
já não te pode deixar

 

 

© GRES Trepa no Coqueiro 2007 Filmaniac Audiovisuais